Últimas Notícias

Em Gurupi, homem suspeito de atacar mulheres é identificado pela Polícia Civil

Após investigação, a Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 4ª Delegacia Especializada na Repressão a Crimes de Menor Potencial Ofensivo (4ª Deimpo), de Gurupi, no sul do Estado, identificou um indivíduo de 22 anos, que ficou conhecido, pelas ações praticadas contra mulheres na cidade de Gurupi, como maníaco do tapa.

Suspeito de atacar mulheres com tapas e socos, o homem já estava sendo investigado há algumas semanas pela equipe da Unidade Especializada, sob o comando da delegada Zilvane Messias de Oliveira Araújo, depois que uma das vítimas registrou um Boletim de Ocorrência, relatando que havia sido atacada por um homem enquanto trafegava com sua motocicleta.

Com as investigações, os agentes descobriram que várias outras mulheres tinham sido vítimas do mesmo homem e que as abordagens eram similares.

“Modus Operandi”

De acordo com as investigações da Deimpo, para cometer os delitos, o indivíduo, trafegando em uma motocicleta por ruas e avenidas, observava mulheres que também estavam conduzindo motocicletas, sobretudo nos setores Sol Nascente e Waldir Lins. Em determinado momento e sem ser notado, o homem se aproximava e as atacava com tapas nas nádegas, e, em alguns casos, também desferia soco nas costas das mulheres.

As investigações apontaram que, inicialmente, o homem agia no período noturno, geralmente próximo à meia-noite, mas, recentemente, ele teria passado a praticar os delitos também durante o dia na parte da manhã, tendo feito inúmeras vítimas. Segundo a delegada Zilvane Messias de Oliveira Araújo, os constantes ataques perpetrados pelo indivíduo estavam causando pânico e terror em mulheres, desde o mês de abril deste ano. A ação da Polícia Civil foi concentrada no sentido de identificar o agressor e descobrir quantas vítimas já teria feito.

Após buscas e investigações, a equipe da Delegacia Especializada conseguiu identificar o homem e passou a procurar por seu paradeiro. Contudo, nessa segunda-feira, 10, o homem se apresentou na 4ª Deimpo onde foi ouvido pela autoridade policial.

Na ocasião, ele confessou a prática dos crimes e informou que, depois que iniciou a conduta delituosa, não conseguia mais se controlar. Ele também afirmou que atacou, cerca de dez vítimas, no período compreendido entre abril e maio de 2021.

Inicialmente, o caso estava sendo investigado com base no Artigo 147-A do Código Penal, que é o crime de perseguição, incorporado pelo CPB por meio da Lei nº 14.132/2021. No entanto, ainda segundo a autoridade policial, o caso será repassado à 87ª Delegacia de Polícia Civil de Gurupi, uma vez que as investigações serão intensificadas, pois, há indícios da prática do crime de importunação sexual.

A delegada ressalta ainda que a Polícia Civil investiga a possibilidade de o número de vítimas ser ainda maior. Nesse sentido, ela pede que qualquer pessoa que tenha sido vítima do investigado, que compareça até a sede da Deimpo e registre a ocorrência.

Sobre Iran Franca

Veja Também

Semana do Governador Carlesse é marcada por lançamentos de obras estruturantes em rodovias estratégicas, desenvolvimento econômico e regularização fundiária

A agenda de trabalho do governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, foi marcada esta …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *